quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Trick Trick diz que "Twerk Dat! Pop That!" terá um videoclipe em breve

Ontem à noite, o rapper de Detroit Trick Trick postou em seu Twitter uma mensagem agradecendo o apoio dos fãs pela faixa "Twerk Dat! Pop That!", que conta com a participação de Eminem e Royce Da 5'9", e ainda disse que um clipe para a música deve vir em breve.



 "Estou adorando o amor e apoio que estamos recebendo por essa faixa!! Muito obrigado a todos! Vídeo vindo em breve."

No momento, não foram revelados mais detalhes sobre a gravação do vídeo ou sua data de lançamento. Aguardem novas informações. 

Créditos: Everything is Shady

50 Cent critica comparações de Eminem e Jay-Z

50 Cent diz que Eminem é um de seus melhores amigos e que o talento do rapper de Detroit deixa algumas pessoas desconfortáveis.

"Hip-hop é música negra, sem dúvida e, infelizmente, para algumas pessoas, é difícil aceitar que você tem um artista branco que faz isso melhor do que os artistas negros", 50 Cent disse durante uma entrevista com a Music Choice. "É o que é. Você pode pegar quem você achar que é o melhor artista negro e colocá-lo cara-a-cara numa sala com o Em e ele vai comer esse [cara] vivo. Agora se você fizer com que eles se preparem, qualquer maneira que eles iriam se preparar para vir batalhar... Eu aposto o que eu tenho, tudo, que o Eminem venceria."

50 Cent também disse que Eminem superou Jay-Z e que os dois foram pareados para os shows da turnê Home And Home de 2010 por causa dos compromissos de negócios de Jay-Z.

"Isso é a Live Nation porque [o Jay-Z] vendeu sua carreira de turnês para a Live Nation", disse 50 Cent se referindo ao acordo de US$ 150 milhões de Jay-Z com a Live Nation que foi assinado em 2008. "Eles têm que mantê-lo quente o bastante para receberem seu dinheiro em retorno. Então eles o combinaram com o Em, colocaram eles juntos porque ele tinha mais impulso ligado ao seu relacionamento com a Beyoncé e sua faixa com a Alicia [Keys]. Faz sentido. Faz sentido, o show de Detroit/Nova York. Mas só faz sentido para mim por causa dos negócios, faz sentido, porque o Em vendeu uns 60 milhões de discos mais do que ele. Como você coloca eles lá como se fossem iguais? É difícil para eu dizer algumas dessas [coisas] e não soar como um 'hater'. Mas eu não me importo."


Créditos: Everything is Shady

Fonte: HipHopDX

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

"Shady XV" novo álbum do Eminem sai esse ano [ATUALIZADO]

Shady não perde tempo. Ano passado Eminem lançou Marshall Mathers LP2, e parece que um novo projeto chamado Shady XV vem esse ano, possivelmente em novembro. Ainda não se sabe se será um álbum solo ou uma copilação.

2014 faz 15 anos que Eminem lançou o The Slim Shady LP em 1999.
Fonte
--
De acordo com o site da Billboard, "Shady XV" será um álbum duplo, contendo os maiores sucessos de Eminem e os artitas da Shady Records.

O álbum será lançado na Black Friday, 28 de novembro.
--
[ATUALIZAÇÃO]

A Shady Records irá lançar Shady XV no dia 28 de novembro. Serão dois CDs contendo os meiores sucessos da gravadora mais alguns novos materiais.

Fundada em 1999, Eminem e Shady Records irão celebrar o 15º aniversário da gravadora com um lançamento: Shady XV, um álbum duplo contendo os maiores sucessos da gravadora, incluindo clássicos como 50 Cent -“In Da Club” e Eminem -“Lose Yourself”, mais um álbum com material inédito de Eminem, Slaughterhouse, Bad Meets Evil, D-12 e Yelawolf e convidados especiais.  Shady XV será lançado no dia 28 de novembro, e tem como primeiro single "Guts Over Fear" de Eminem.

Comemore Shady XV com uma edição limitada da camisa, penas 500 estão disponíveis. Para comprar as camisas clique aqui.  

 Fonte: Eminem.com 

Eminem é premiado no VMA

O MTV Video Music Awards 2014 aconteceu ontem (24) no Forum em Inglewood, Califórnia, e teve como os principais destaques Beyoncé, que levou três prêmios (incluindo o especial de vanguarda), e Miley Cyrus, com o maior prêmio da noite, o de Vídeo do Ano por "Wrecking Ball".

Eminem, que havia recebido 7 indicações, acabou vencendo apenas na categoria técnica de Melhor Edição por "Rap God". O rapper, que recentemente encerrou sua The Monster Tour com Rihanna, não estava presente no evento.

Confira a lista completa dos vencedores do MTV Video Music Awards no site: MTV News.

Fonte.

Nova música: "Guts Over Fear" - Eminem feat. Sia

Após divulgar alguns trechos da música no trailer e vídeos promocionais do filme "O Protetor" (The Equalizer), a versão completa de "Guts Over Fear" de Eminem e Sia foi lançada no iTunes. Além da trilha sonora do filme, a faixa também fará parte do novo projeto recém-divulgado, Shady XV.

Confira "Guts Over Fear":

Eminem e Rihanna encerram a The Monster Tour com o desafio do balde de gelo

Eminem e Rihanna deixaram o maior splash da The Monster Tour para o final. Literalmente.

Eminem escolheu o show de sábado à noite da dupla no Comerica Park em sua cidade de Detroit - a sexta e última data da turnê - para responder ao desafio do balde de gelo feito por Dr. Dre. Conforme o MC e Rihanna estavam saindo do palco no fim do show, o hype man de Eminem, Denaun "Mr." Porter os parou e lembrou seu chefe do desafio de Dre, o qual Eminem tinha dito anteriormente que aceitava no Twitter. Ele então se sentou em uma cadeira no palco enquanto Rihanna o encharcou com água gelada.

Após se sacudir, Eminem rapidamente fez seus próprios desafios - primeiro para Porter, com o próprio Em fazendo as honras, em seguida para Rihanna, que perguntou ao público esgotado de cerca de 45.000 pessoas, "Detroit, o que vocês acham? Eu devo fazer? Eu sou das ilhas; eu não faço essa parada de gelo! Essa merda não funciona para mim." Rihanna tomou o banho conforme a banda de Em tocava "Ice Ice Baby" de Vanilla Ice em segundo plano. Eminem também indicou o produtor de "Berzerk", Rick Rubin, para o desafio do balde de gelo.



Eminem e Rihanna são os mais recentes artistas de alto perfil a entrarem na onda do desafio do balde de gelo, que ajuda a difundir a mensagem sobre a doença de Lou Gehrig. Os desafiados têm 24 horas para postarem seu próprio vídeo do desafio do balde de gelo ou eles têm que doar US$ 100 para a causa. Muitas celebridades estão optando por fazer as duas coisas.

O desafio deu um toque diferente para a segunda noite da dupla em Detroit, que de outro modo teria sido idêntica ao show de sexta, e as quatro datas anteriores em Pasadena e East Rutherford, NJ, onde Eminem e Rihanna dividiram o palco para shows de duas horas e meia que passaram por quase 50 canções, incluindo seus quatro duetos  ("Numb", "Love the Way You Lie", "Love the Way You Lie II", "The Monster") e vários de seus próprios hits. Os shows de Detroit tiveram algumas variações, mais notavelmente as saudações de Eminem a "todos que me apoiaram desde o início." Ele dedicou "Like Toy Soldiers" ao seu antigo hype man e parceiro do D12 que foi assassinado, Proof, e "Not Afraid" à própria cidade. Para o show de sexta, Rihanna de forma inteligente prestou homenagem a outro ícone da música de Detroit, vestindo uma camiseta do Alice Cooper. (Bon Jovi foi a escolha de sábado, no entanto.)

Participações especiais esperadas não subiram no palco, mas os convidados nos bastidores incluíram Kid Rock na sexta-feira e Amy Adams no sábado, que estava na cidade gravando "Batman vs. Superman: Dawn of Justice". Vários atletas das equipes dos Detroit Lions, Red Wings e Pistons também compareceram aos shows, assim como os rappers Royce Da 5'9" e Trick Trick.

Com a The Monster Tour encerrada, Eminem segue para o Music Midtown Festival em Atlanta nos dias 19 e 20 de setembro, enquanto Rihanna volta ao trabalho em seu oitavo álbum de estúdio.

Eminem comanda o palco do Comerica Park no show em sua cidade com Rihanna

Há duas décadas, em clubes sombrios e espaços improvisados não muito longe do Comerica Park, um Marshall Mathers bruto, obscuro, estava encontrando seu caminho na cena do rap de Detroit.

Sexta à noite, na frente de uma fervorosa multidão em casa de 45.000 pessoas, Eminem foi épico, entregando uma poderosa versão ao vivo de "Lose Yourself", seu hino relatando esses dias de esforço no início de carreira.

Foi um destaque no set assertivo, enérgico, que revelou uma maturidade equilibrada no rapper de 41 anos, que foi acompanhado pela cantora pop Rihanna no Comerica Park como parte de sua breve The Monster Tour.

Essa maturidade foi a marca inevitável deixada no primeiro de seus dois shows no estádio do Detroit Tigers. As três apresentações anteriores de Eminem na cidade foram neste mesmo estádio, mas sexta-feira foi o mais confiante de todos eles, conforme ele percorria o palco com uma alegre intensidade.

Foi um show de 2 horas e meia e 50 canções que posicionou o brilho de Rihanna contra a perseverança de Eminem, e a combinação em grande parte funcionou em seus momentos juntos no palco, incluindo uma longa abertura que começou com "Numb". O set foi precedido por um vídeo que ecoou seu clipe de "The Monster", com Eminem como um paciente psiquiátrico aprisionado que é visitado por Rihanna.

"Ei, Detroit, estamos em casa", Eminem disse ao público no início do show. "E olha quem trouxemos conosco. Eu disse que a gente amava vocês!"

Este foi um show de volta para casa para Eminem, seu primeiro aqui desde 2010. E ele celebrou o momento, mais tarde dedicando seu hino de recuperação do vício "Not Afraid" à cidade de Detroit e agradecendo "todos que me apoiaram desde o começo".

"Eu sei que não teria conseguido passar pelas minhas merdas sem vocês", ele disse. "Essa canção é sobre vocês."

Rihanna teve seu próprio tributo à Motor City para a noite: ela subiu ao palco com uma camiseta branca do Alice Cooper.

A noite foi menos uma batalha de estrelas e mais um pareamento afável de dois colaboradores, ambos rebeldes de suas próprias maneiras: Rihanna, a estrela pop resoluta, às vezes distante; Eminem, o herói do hip-hop que mudou o jogo.

Rihanna foi a prestativa convidada especial para a noite - com ênfase no "convidada". No contexto de Detroit, não houve dúvidas que ela estava operando nas sombras da supremacia da cidade natal de Eminem.

Desde o início, estava claro que este seria o show dele. Mesmo no palco enorme que pode minimizar uma banda inteira, o rapper era uma presença dominante e claramente atraiu a maior parte das emoções do público.

Em uma agradável noite de verão sob o horizonte de Detroit, com os holofotes cortando o ar dentro do estádio, o show irradiava a sensação de um grande evento. O par de shows deste final de semana são os maiores shows do ano em Detroit, e Eminem não era a única realeza musical local na casa: observando estavam Bob Seger e Kid Rock.

Mas a magnitude maior do que a vida não sobrecarregou o clima de festa da noite, que levou a um público agitado, dançando, que pulsava com energia nas arquibancadas e no campo do Comerica Park.

Tendo encerrado seu ato de abertura conjunto com "Crack A Bottle" e "Won't Back Down", Rihanna embarcou em seu próprio set solo de 45 minutos. Indiferente, se retorcendo com seis dançarinas atrás dela, a estrela pop de Barbados serviu uma enxurrada de hits, com "Birthday Cake", "Talk That Talk", e a feroz "Rockstar 101" conforme Nuno Bettencourt ofereceu os artifícios de guitarra necessários.

"Vocês querem ficar loucos comigo?", ela incitou o público conforme entrou na música dance "Where Have You Been", antes de abrandar para o momento mais vocal de seu set com "Stay".


O reaparecimento de Eminem para "Love The Way You Lie" imediatamente inflamou o processo, conforme Rihanna passou o bastão para o rapper para seu próprio set solo.

Lá, com o antigo parceiro do D12, Mr. Porter, ao seu lado, uma banda ao vivo atrás dele e vocais gravados que muitas vezes o acompanharam, Eminem incendiou o palco com uma forte "3 a.m." para o set de uma hora que saiu da amplitude do catálogo de sua carreira.

Usando bermuda camuflada e camiseta branca, ele remontou a suas faixas antigas como "Kill You", "Criminal", e uma "The Way I Am" marcada por guitarras, e ainda reviveu "Marshall Mathers", uma canção que faltou em seu set ao vivo por mais de uma década.

Suas veias do pescoço estavam saltando para o flow de metralhadora de "Rap God", e Rihanna voltou com um mini-vestido xadrez para cantar os refrões em "Airplanes Pt. II" e "Stan", antes de deixar Em e Mr. Porter para uma parte frenética cheia de hits.

Rihanna voltou mais tarde rapidamente para "Diamonds" e "We Found Love", antes de ceder o palco para Eminem mais uma vez, agora para sua potente "Lose Yourself", antes dos dois se juntarem para a final, carregada de fogos de artifício, "The Monster".

E, conforme Eminem fez seus últimos agradecimentos com Rihanna, uma noite triunfante em Detroit atrás dele, seu status de ícone do hip-hop afirmado, foi difícil não se maravilhar mais uma vez com a longa jornada que o trouxe do nada para o maior palco de sua cidade.

Eminem e Rihanna vão se apresentar novamente no Comerica Park esta noite para o último show da The Monster Tour.

por Brian McCollum - Detroit Free Press
Fonte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...